7ete Camadas e Meia
segunda-feira, junho 26, 2006
  Haja coração...
Desculpem, mas hoje não tenho tempo de escrever mais do que:
Viva Portugal!!!!!!!!!
Agora vou sair, procurar o coração que me saltou do peito e anda por aí desarvorado a festejar pelas ruas.
 
quarta-feira, junho 21, 2006
  Eu não deito abaixo...
Porque para falar contra e deitar abaixo há muito quem o faça. Eu se quisesse criticar certamente que o faria, pois nem todos os jogadores foram bem. Mas de momento o que vale isso? Vai fazer bem a quem? Quem tem a ganhar com isso? Não é a Selecção com toda a certeza, que agora precisa é de apoio.

Não embandeiro nem em arco nem em ogiva. Fico contente porque o tempo das vitórias morais parecem ter ficado para trás. Hoje Portugal jogou bonito quando teve de jogar, e não considerar a jogada do 1º golo uma jogada bonita é não gostar de futebol. Na 2ª parte jogou-se mais inteligentemente. Quem tinha de correr era o México, haja quem negue esta evidência.

Se alguém me apontar uma equipa que seja que jogue bonito os 90 minutos e que ganhe eu digo que foi um jogo de excepção e que não torna a acontecer tão cedo. Estou claramente a referir a Argentina contra a Sérvia e Montenegro. O México não é uma equipa qualquer mas Portugal é uma equipa que é muito mais do que a soma de jogadores provenientes dos clubes que representam, e é isso que muita gente parece ou prefere esquecer.
 
sábado, junho 17, 2006
  6 e um oitavos
Desta vez não ouvi críticas dos que não gostam do Scollari. Que sossego, nem parecia que estava em Portugal. Se bem que a equipa nacional desta vez nem fez por merecer muitas críticas e fez mais que o serviço mínimo. Estamos apurados e o jogo contra o México é para "apurar o cozinhado". Espero que joguemos os oitavos contra a Argentina.
 
segunda-feira, junho 12, 2006
  3 já cá cantam...
Hoje vi o jogo junto com amigos portistas e mais parecia estar no meio da claque de Angola. A conversa em Portugal de alguns mas quente na hora. O que vale é que os "finos" estalavam de gelados. Nuno Valente tocava na bola, elogios. Petit, Simão? Críticas a eles e à família. Entrada de Costinha e Maniche? _ Agora sim é que vamos ganhar por 3 ou 4.
Perguntei-lhes se estavam por Portugal e envergonharam-se. Por pouco tempo que a clubite falou mais forte. Solução?
Juntei-me a alguns Angolanos que, por receio ou respeito, tinham os cachecóis de Portugal e Angola ao pescoço e eram muito menos críticos da nossa selecção que os meus amigos portugueses.
No final ainda ouvi um portista dizer ao outro: esta vitória foi porreira, vamos ter que falar mal dos nossos contra o Irão. Parece resultar.
Moral? Cada um torce como mais lhe convém.
VIVA PORTUGAL!
 
domingo, junho 11, 2006
  Nas janelas uma bandeira, no relvado uma naçao!!

Este é o slogan que PORTUGAL tem inscrito no autocarro da seleçao.
Só que ha um problema este ano as bandeiras são poucas, mas não ha problema não deixem de apoiar a seleçao sem bandeiras , ponham cachecóis como eu.
Hoje é o primeiro jogo da seleçao nacional. È um jogo que poem frente a frente o ex-coloniador o ex-colonizado na cidade de colonia.
Ha quem nao acredite que PORTUGAL va longe mas a esperança é a ultima a morrer. Por mim vai longe, mas é preciso que todos apoiem a nossa selecçao.
Como0 diz a musica " Corremos, marcamos, merecemos, sofremos e fizemos sofrer, fizemos o possivel acabou-se o combustivel e metemos o que havia para meter", este munial vai ser igual , e se ganharmos eu acho que o campeao do mundo é campeao da europa , ou nao?
 
segunda-feira, junho 05, 2006
  Este post é sobre a realidade italiana, obviamente.

Não estamos a falar do dono dos andrades.
«[…]Luciano Moggi, director-geral da Juventus desde 1994, montou uma teia criminosa que estendia o seu raio de acção a vários sectores do futebol e da sociedade italiana. A investigação tem por base escutas telefónicas realizadas a Moggi e seus cúmplices.[…]»

o estamos a falar do ex-árbitro António Garrido.
«A peça mais importante da enorme teia construída por Luciano Moggi chama-se Massimo De Santis, o árbitro italiano com mais prestígio na era pós-Collina (Santis era um dos árbitros nomeados para o Mundial da Alemanha, mas foi afastado na sequência do escândalo).[…]Santis, que conduz um Jaguar, tinha uma influência decisiva na elaboração das listas de árbitros que eram promovidos ou despromovidos no final de cada época. Além de Santis, outros oito árbitros foram suspensos. As escutas telefónicas revelam que a teia de Moggi/Santis não se limitava a assegurar arbitragens favoráveis à Juventus e clubes aliados (como a Lázio ou o Messina). Também se preocupavam em afundar clubes inimigos (como o Bolonha) e em massacrar com cartões amarelos e vermelhos os jogadores – defesas, sobretudo – das equipas que nas jornadas seguintes defrontavam a Juventus, de forma a que pelo menos um deles ficasse impedido de jogar.»

Não estamos a falar do jornal desportivo do Oliveira, nem dos canais televisivos que negoceiam com a Olivedesposrtos o exclusivo das transmissões dos jogos.
«A influência de Moggi chegava ao ponto de controlar “Il Processo di Biscardi”, um programa muito popular – transmitido à segunda-feira pelo canal La7 da televisão italiana – onde se fazia a análise das jogadas mais duvidosas do fim-de-semana. Numa das conversas telefónicas, ouve-se Moggi a dar instruções a Biscardi para que um golo que a Juventus marcou em claríssimo fora-de-jogo fosse transformado num “lance duvidoso, um erro compreensível do árbitro”.»

Não estamos a falar de dirigentes desportivos que compram árbitros com prostitutas.
«Moggi iniciou-se na carreira de dirigente desportivo profissional na década de 70. Passou por vários clubes, incluindo Roma, Lázio, Torino, Nápoles e, desde 1994, Juventus. A passagem pelo Torino ficou marcada, aliás, pelo primeiro escândalo. Uma investigação jornalística revelou, na altura, que Moggi contratara várias prostitutas para “adocicar” os árbitros dos jogos do Torino na Taça UEFA de 1991/92. […] Uma das prostitutas, Monica Morini, revelou que tinha sido contratada para “fazer companhia” a um senhor estrangeiro – um dos árbitros – hospedado num hotel da cidade. […]»
_____
As citações são retiradas do jornal "O Jogo".

HMémnon, Quarta-feira, Maio 31, 2006, http://as2x3.blogspot.com/

Foto de Sara Lando
 
Porque somos mito e realidade. Sabemos contar estórias e patranhas. E discutimos, insultamos e aprovamos. Vamos, estamos todos à espera na Calçada.

ARQUIVOS
09/01/2005 - 10/01/2005 / 10/01/2005 - 11/01/2005 / 11/01/2005 - 12/01/2005 / 12/01/2005 - 01/01/2006 / 01/01/2006 - 02/01/2006 / 02/01/2006 - 03/01/2006 / 03/01/2006 - 04/01/2006 / 04/01/2006 - 05/01/2006 / 05/01/2006 - 06/01/2006 / 06/01/2006 - 07/01/2006 / 07/01/2006 - 08/01/2006 / 08/01/2006 - 09/01/2006 / 09/01/2006 - 10/01/2006 / 10/01/2006 - 11/01/2006 / 11/01/2006 - 12/01/2006 / 12/01/2006 - 01/01/2007 / 01/01/2007 - 02/01/2007 / 02/01/2007 - 03/01/2007 / 03/01/2007 - 04/01/2007 / 04/01/2007 - 05/01/2007 / 05/01/2007 - 06/01/2007 / 06/01/2007 - 07/01/2007 / 07/01/2007 - 08/01/2007 / 08/01/2007 - 09/01/2007 / 09/01/2007 - 10/01/2007 / 10/01/2007 - 11/01/2007 / 11/01/2007 - 12/01/2007 / 12/01/2007 - 01/01/2008 / 01/01/2008 - 02/01/2008 / 02/01/2008 - 03/01/2008 / 03/01/2008 - 04/01/2008 / 04/01/2008 - 05/01/2008 / 05/01/2008 - 06/01/2008 / 06/01/2008 - 07/01/2008 / 07/01/2008 - 08/01/2008 / 08/01/2008 - 09/01/2008 / 09/01/2008 - 10/01/2008 / 07/01/2009 - 08/01/2009 /


Powered by Blogger

Acha a caixa de comentários indigna de si? Envie-me o seu texto e ele será publicado. Não se acanhe! O primeiro passo é clicar aqui.